Estudantes divulgam sobre Misofonia

Exposição sobre a Misofonia

Nos dias de 27 a 29 de novembro, alunos apresentaram um trabalho de divulgação sobre Misofonia em evento cultural. São 18 alunos do 7º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio São Raimundo Nonato, em Santarém, estado do Pará. Eles participaram do XXVI Passo Cultural apresentando o trabalho MISOFONIA: SÍNDROME DA AUDIÇÃO SUPERSENSÍVEL – CONHECER E RESPEITAR

Tudo começou meses há 6 meses atrás, quando Mirian Rodrigues que apresenta os sintomas de Misofonia e Hiperacusia, desejou participar da Divulgação da Misofonia. Então ela entrou em contato com a nossa Associação e com a Dra. Tanit Ganz Sanchez, idealizadora do Novembro Laranja – Campanha Nacional de Divulgação sobre Zumbido, Misofonia e Hiperacusia, onde pudemos trocar ideias de como ela poderia ajudar em nossas campanhas na cidade de Santarém.

Mirian procurou a secretaria Municipal de Saúde e de Educação, mas foi na recepção da clínica, onde ela realiza psicoterapia, que é parte do tratamento para os sintomas de Misofonia e Hiperacusia, que conheceu a professora Gracinês Costa. A professora leciona na escola São Raimundo Nonato, a mesma onde Mirian estudou na infância e início da adolescência. Mirian relata que:

Eu gosto de falar das sensibilidades a professores pois estes podem ser o primeiro olhar para identificar crianças portadoras destes problemas

Por coincidência, Gracinês também foi professora da psicoterapeuta que atendia Mirian. Então foi através das duas que a professora ficou sabendo sobre Misofonia e Hiperacusia.

A professora achou o tema interessante, levou-o para seus alunos que então decidiram desenvolver um trabalho sobre misofonia e apresentá-lo no Passo Cultural, evento realizado anualmente na escola. Os alunos realizaram uma entrevista com Mirian com diversas perguntas sobre como ela lidava com o problema. Eis algumas que destacamos:

  • Como foi o diagnóstico?
  • Sofreu algum tipo de bullying?
  • Que tratamento você faz?
  • Qual sua reação quando é vista como anti-social?
  • Como você realiza suas atividades em ambientes com várias pessoas?
Mirian (ao centro), Gracinês (mais a esquerda) e os alunos do 7º ano no dia da entrevista

Mirian relata que ficou emocionada com o respeito e consideração demonstrados e no grande esforço de não produzirem ruídos de baixo volume (mastigação, assobio) que pudessem desencadear nela, as reações emocionais negativas, um dos sintomas da Misofonia assim como não produziram ruídos intensos (gritos, correrias no piso) que pudessem causar desconforto auditivo e são um dos sintomas da Hiperacusia. Os alunos posteriormente também entrevistaram a psicoterapeuta para entender o papel desta no tratamento da Misofonia.

Por outra feliz coincidência a data do evento Passo Cultural coincidiu com os últimos de campanha do Novembro Laranja.

Para este evento , foi montado uma apresentação sobre Misofonia dentro dentro de um Toldo Exposição. Um painel explicativo também foi elaborado. O resultado pode ser visto nas fotos abaixo:

Graças aos esforços de pessoas como Mirian, da professora Gracinês e seus alunos, várias pessoas entre alunos, pais e professores puderam conhecer e divulgar sobre Misofonia. Temos esperança que mais escolas e instituições abracem causa e a divulguem Misofonia ainda mais

Todos os que sofrem por causa da Misofonia agradecem!

TVMisofonia

A TVMisofonia é uma criação da Associação Virtual Brasileira de Misofonia – AVBM em parceria com o Grupo do Facebook “Misofonia – Síndrome”. O objetivo do canal TV é de divulgar matérias sobre o transtorno de aversão a sons – a Misofonia. A TVMisofonia veicula matérias, entrevistas, Lives e outros vídeos voltados para a divulgação, o esclarecimento e a busca de tratamentos e cura para o problema.

Acesse rapidamente uma das Playlists abaixo ou clique na descrição para abrir no Youtube

Ou acesse aqui a Programação completa

Você tem algum vídeo de Misofonia com relatos seus ou algum vídeo que ainda não está no nosso canal? Envie um e-mail para [email protected]